Front-end, Back-end e Full stack: O que são?

0
22

Essa stack, que é bastante usada para o desenvolvimento de aplicações web corporativas, é composta pelo sistema operacional Windows, a linguagem de programação C#, o framework .Net e o banco de dados Microsoft SQL Server. A pessoa desenvolvedora mobile é responsável por criar aplicativos para dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Aqui, o assunto não é tanto sobre uma habilidade ou ferramenta para aprender, mas um modo como o software é distribuído. Ao começar a criar soluções com código, você logo perceberá que muitos de nós dependemos de pacotes de código aberto.

Não havia uma distinção entre dev front-end e dev back-end, sendo assim, uma pessoa desenvolvedora web cuidava de todas as partes do desenvolvimento. Tenha em mente que você não precisa ser especialista em todos esses itens. Especialize-se em um desses pontos (se já não for) e, em seguida, comece a aprender os outros aspectos. Os principais desenvolvedores full-stack que conheço começaram sendo especialistas onde já trabalhavam e depois foram aos poucos aprendendo novas habilidades. Já para quem vem do mundo back-end, montar um servidor de aplicação e preparar o terreno para o deploy é tarefa mais que comum nos projetos e que atualmente fica bastante a cargo dos desenvolvedores. O requisito básico para qualquer desenvolvedor é ter conhecimentos de pelo menos uma ferramentas de controle de versão.

Especializar em frameworks e bibliotecas frontend

Dependendo de sua organização, você pode precisar trabalhar com engenheiros DevOps em seu papel de desenvolvedor full-stack. Os engenheiros do DevOps aplicam uma combinação de ferramentas, práticas e idéias em projetos para ajudá-los a passar do conceito para o lançamento rapidamente. Como um desenvolvedor full-stack, você precisará aprender a usar pilhas de tecnologia populares. JQuery e React são ambos frameworks que os desenvolvedores usam para projetos JavaScript.

  • No mais, não é preciso dizer que, quanto mais a internet avança, mais necessários são estes profissionais.
  • A partir daí, há diversas possibilidades de especialização e progressão na carreira.
  • Criar um lambda simples com que você possa brincar, seja na AWS, na Netlify ou em qualquer outro provedor de serviços na nuvem, proporcionará uma boa experiência sobre o que você pode esperar ao trabalhar na área.
  • Embora existam profissionais especialistas em banco de dados, algum conhecimento para trabalhar com os sistemas mais comuns de database, como MySQL, PostreSQL, MondoDB, Cassandra, ElasticSearch e Redis é bastante conveniente.
  • Além disso, por seu conhecimento em várias áreas, esta pessoa tem uma visão geral das necessidades dos usuários, o que pode ser um diferencial em projetos em que a experiência do usuário é fundamental.
  • Aqui, o assunto não é tanto sobre uma habilidade ou ferramenta para aprender, mas um modo como o software é distribuído.

Entender de programação e conceitos de design de software, bem como ser capaz de enfrentar qualquer desafio pela frente, seja qual for a stack, é o que faz um grande desenvolvedor. Isso pode ser perigoso quando você ainda é um iniciante e está começando a desenvolver seus pontos fortes. Portanto, tente avaliar que tipo de aluno você é e concentre-se no que é importante. Se você estiver tendo dificuldades com um currículo muito abrangente, ele não necessariamente vai ajudá-lo a adquirir a experiência necessária para conseguir aquele primeiro emprego ou o emprego dos sonhos que você está buscando. Naturalmente, você deve entender a framework DevOps se você precisar adotar uma abordagem DevOps. A The Laravel Framework é uma framework PHP que dá aos desenvolvedores acesso a uma extensa biblioteca de código pré-escrito.

Qual a origem do termo Full Stack?

Front End ou Back End developer são termos para diferenciar onde uma pessoa que programa acaba se especializando. A seguir, você deve construir um portfólio digital para mostrar suas habilidades de desenvolvimento full-stack. Idealmente, seu portfólio deveria documentar de dois a quatro de seus projetos de desenvolvimento web. Você também pode precisar aprender como usar ferramentas de desenvolvimento WordPress como DevKinsta. DevKinsta é um conjunto gratuito de ferramentas que o ajudarão a construir, desenvolver e testar sites WordPress.

  • Se você as aprender, isso só o tornará mais desejável, com diversos empregos surgindo em torno delas.
  • A esse profissional que atua nas duas “frentes” é dado o nome de fullstack.
  • Dessa forma, ainda por volta dos anos 2000, surge o termo “Full Stack” para denominar as pessoas desenvolvedoras que tinham habilidades de trabalhar tanto com o front-end quanto com o back-end de aplicações web.
  • Alguém que é iniciante na área pode demorar mais tempo, pois ainda é necessário construir uma base com os assuntos mais básicos, como lógica de programação.

Neste caso, tornar-se um programador freelancer costuma trazer muitas vantagens, como por exemplo flexibilidade de horários, de local para trabalhar e oportunidades de trabalho por todo o mundo. Um curso superior em tecnologia fará com que você construa bases sólidas sobre diversos assuntos. Assim, se você tem a possibilidade de fazer um curso superior, recomendamos sim que você faça uma faculdade. Já alguém com um nível mais avançado, que seja especialista em front-end ou back-end, pode levar menos tempo, pois são menos conteúdos para construir o perfil de https://www.jornaldealagoas.com.br/geral/2024/01/18/22446-curso-de-teste-de-software-drible-a-falta-mao-de-obra-no-mercado-de-trabalho. Dessa forma, é importante saber se comunicar bem e ter uma boa habilidade de trabalho em equipe.

Desenvolvedor .NET Full Stack: funções e habilidades

Além disso, apresentamos uma panorama geral de tecnologias e áreas do conhecimento que podem te ajudar nessa jornada para se tornar dev curso de teste de software. Nesse sentido, passamos pelas linguagens de programação mais usadas, frameworks, bibliotecas e as stacks mais relevantes no mercado de trabalho. O conhecimento full stack normalmente engloba um arcabouço de ferramentas para desenvolver o front-end, back-end e o banco de dados de uma aplicação, ou seja, stacks específicas para cada parte do desenvolvimento. Bom, agora que já entendemos melhor o que é ser uma pessoa desenvolvedora, vamos apresentar cada área de desenvolvimento — front, back e mobile — e também mencionar outras áreas relacionadas como banco de dados e devops.

full stack

Front-end, Back-end e Full stack: O que são? was last modified: January 19th, 2024 by Phebe